“Pai, nesta data tão especial, gostaria de agradecer por tudo o que fizeste e fazes até hoje. Tu és essencial na minha vida! Amo-te para sempre! Parabéns pelo teu dia”.

(Autor desconhecido)


Hoje comemora-se mais um dia especial: O Dia do Pai! A paternidade é intrínseca ao ser humano. Nascer, ser criança, adolescente e um dia vir a constituir família, que para além do amor entre duas pessoas, o seu desejo é a paternidade.

No caso concreto de ser Pai, recairá nele muitas vezes o exemplo a seguir. De ser um ‘farol’ para os seus filhos nos seus comportamentos educacionais. Respeitar para ser respeitado, ser humanamente um pessoa de bem moralmente, mesmo que um dia haja desvios, lembrar-se desse ‘farol’ que foi, ou é o seu Pai.

Na sociedade actual ser pai é muito mais difícil pelo evoluir da sociedade, nem sempre no melhor sentido mas, pelas influências externas a que as crianças hoje estão sujeitas. Podemos citar exemplos como a descriminação de classe social, credos, cor da pele, género, etc, etc. Daí que o papel do Pai, como o tal ‘farol’ que nos guia na vida, seja cada vez mais importante, quer nos seus comportamentos, como valores que transmite aos seus filhos.

Em Portugal a data de 19 de Março é comemorativa para prestar homenagem a todos os Pais. Mas nem em todos os países é assim. Por exemplo no Brasil, é celebrado em Agosto; na Inglaterra e Estados Unidos da América do Norte no mês de Junho. Se bem que nos países cristãos, prevalece o 19 de Março, como o dia de S. José, o carpinteiro pai adoptivo de Jesus Cristo.