top of page

Portalegre - Grande Rota das Cascatas da Serra de São Mamede

Realizou-se ontem 15 de Abril, em território do Parque natural da Serra de São Mamede, uma visita às infraestruturas executadas na Grande Rota das Cascatas da Serra de São Mamede – GR61.


Estiveram presentes parceiros institucionais, tais como municípios da área de intervenção do PNSSM, ICNF, ERT, Juntas de Freguesia, a empresa responsável pela empreitada, a Floema, promotores turísticos da região, proprietários das áreas intervencionadas e outros convidados com actividade de relevo nesta área.

O Mirante do Grifo, na Cascata da Cabroeira e a Cascata do Pêgo do Inferno, foram os locais dados a conhecer, tendo também o propósito de assinalar o 35.º aniversário do Parque Natural da Serra de São Mamede.



De salientar que com esta intervenção, tornou-se possível aceder aos pontos de visitação em segurança e através de infraestruturas construídas em materiais reciclados integrados na paisagem.

Este projecto potencia a afirmação do concelho de Portalegre na oferta do turismo de natureza e valorização do património natural.

Fermelinda Carvalho, presidente da Câmara de Portalegre, sublinha que este projecto, fruto do trabalho conjunto dos concelhos que integram o Parque Natural da Serra de São Mamede, potencia a visitação e o retorno económico para a região.

Segundo a autarca, é importante “tirar partido do nosso património e das nossas riquezas”, onde o Parque Natural da Serra de São Mamede assume o papel principal, afirmou à RP.

 A Grande Rota das Cascatas da Serra de São Mamede – GR61 é um percurso de notável beleza natural, que se estende por 32,5 km no PNSSM, estando a dar os primeiros passos na consolidação da oferta turística, com a criação das acessibilidades agora disponíveis, nomeadamente a escadaria da cascata de Monte Sete, o Mirante do Grifo na Cabroeira, a recuperação de 4 pontes existentes e uma nova ponte em Monte Palmeiro, a escadaria da cascata do Pêgo do Inferno e sinalética informativa e interpretativa da paisagem. Este projecto inclui ainda um sistema de contagem de visitantes.

Esta operação foi aprovada no início do ano de 2023, co-financiada pelo Fundo Ambiental e concluída em Abril de 2024.

(Fonte: C.M. de Portalegre)

Commentaires


bottom of page