top of page

Campo Maior – Dois detidos por furto de azeitona

deslocaram-se de imediato para o local onde constataram que os suspeitos já tinham encetado uma fuga. Tendo por base a descrição das características do veículo dos indivíduos foram alocadas várias patrulhas, para os localizar. No seguimento da acção foi possível interceptar os suspeitos nas imediações do local dos factos.

No decorrer das diligências policiais os suspeitos foram detidos e foi possível apreender o seguinte material: Cerca de 180 quilos de azeitona; Um veículo ligeiro de mercadorias; Duas ferramentas de recolha (ouriços).


Os detidos foram constituídos arguidos e os factos foram comunicados ao Tribunal Judicial de Elvas.

A GNR relembra que a colheita ou apanha de azeitona, ainda que esteja caída no chão, sem o consentimento do proprietário do olival, poderá configurar crime contra o património.

No intuito de garantir que as diversas campanhas agrícolas decorram num clima de segurança, a GNR continuará a desenvolver acções de policiamento de proximidade e de fiscalização, empenhando militares de diferentes valências, nomeadamente, dos Comandos Territoriais, do Serviço de Protecção da Natureza e Ambiente (SEPNA), da Unidade de Segurança e Honras de Estado e da Unidade de Acção Fiscal, ao longo de todo ano de 2024, com o propósito de evitar crimes contra o património em propriedades agrícolas, e de reforçar o policiamento para dissuadir e reprimir a prática de furtos nos campos agrícolas.

(Fonte: CT de Portalegre da GNR)

bottom of page