top of page

Só um alentejano sabe ser ‘alentejano’

Ao ler um post do Dr. José Ricardo na sua página do Facebook, não resisti à tentação de lhe dar uma ‘maçada’, pedindo-lhe autorização para transcrever esse mesmo post, a que gentilmente acedeu.


“Só um alentejano sabe ser alentejano. Todo o bom alentejano "abala” para um sítio qualquer, que normalmente é já ali. O ser já ali é uma forma de dizer que não é muito longe, mas claro que qualquer aldeia perto aqui no Alentejo, está no mínimo a cerca de 30km. Um alentejano "amanha” as suas coisas, não as arranja, um alentejano tem "cargas de fezes", não tem problemas, um alentejano vai “à da ou à da”… não vai a casa de..., um alentejano “inteira-se das coisas”, não fica a saber... no Alentejo não há aldrabões, há "pantomineiros" e aqui também não se brinca, "manga-se”.

No Alentejo não se deita nada fora, "aventa-se” qualquer coisa e comem-se “ervilhanas” ou “alcagoitas” (amendoins) e "malacuecos" (farturas).

Os alentejanos não espreitam nada nem ninguém, apenas se "assomam” e quando se “assomam", muitas vezes podem mesmo ter dores nos "artelhos” (tornozelos) muitas vezes viaja-se de” furgonete” (carrinha de caixa aberta).

Quando algo não corre bem é uma "moideira" (chatice), levando muitas vezes a que as pessoas acabem por “garrear” (discutir) umas com as outras e a fazerem grandes alaridos.

"Ainda-bem-não” (regularmente) as pessoas têm que puxar pela "mona" (cabeça) para se desenrascarem quando muitas vezes a solução dos seus problemas está mesmo "escarrapachada" (bem visível) à sua frente.

Não estou arrependido de ter escrito esta pequena crónica, com vista a lembrar detalhes do património oral que nos é tão próximo e muitas vezes de "bradar” aos céus.

“Dei fé" (pesquisei) a algumas expressões e tentei não vos criar, uma grande “moenga”, apenas quero que guardem algumas destas expressões na vossa "alembradura" (lembrança).

Autor desconhecido

Nota - a foto é uma pintura do Alentejo, retirado da página, com a devida permissão, de uma amiga, Lurdes Peres de Sousa a quem agradeço".

bottom of page