top of page

REUNIÃO DO EXECUTIVO NOS MOSTEIROS

“Governo promete muito mas…dá pouco”


Na introdução que o Presidente da Câmara Municipal de Arronches começa por fazer antes da Ordem do Dia para informação aos vereadores, as notícias não foram as melhores. João Crespo (conforme noticiámos na nossa edição digital), esteve presente na reunião do Conselho Regional da CCDR Alentejo, em Évora, que contou com a presença da Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa e as ajudas prometidas para minimizar os estragos provocados pelas cheias, vão ficar-se entre os 40 e 60%. Para o sector agro-pecuário, ainda não há números...

Nos prejuízos nas habitações particulares, quem não tiver seguro, as esperanças de ajuda, só se vierem através dos municípios, logo os que estão em pior situação financeira não vão poder auxiliar os seus munícipes.

Segundo o edil, "é necessária uma maior pressão por parte da Associação Nacional de Municípios e das próprias Comunidades Intermunicipais".

João Crespo adiantou que, as reparações nos passadiços, estão a merecer a atenção do executivo. Entre a Ponte do Crato e Porto Manes a intervenção vai ter lugar, ao passo que entre a Ponte de Stª Maria e a do Crato, está a ser apreciada a sua nova estrutura, e conta com o Fundo de Emergência Municipal.

Depois de aprovada a ata da reunião anterior e o balancete, no que respeita ao expediente, ele inseriu-se essencialmente em pedidos de apoio. Por parte da Santa Casa da Misericórdia de Arronches, solicitando o pagamento da comparticipação municipal respeitante aos autos de medição do seu Lar de Idosos.

Os requerimentos para licenciamento de obras e apoios ao abrigo do programa de Apoio à fixação de Famílias Jovens, quer no respeitante à habitação como à infância.

Foi aprovada por unanimidade a lista final para a atribuição de Prémios de Mérito (2021/2022) que somaram 11 atribuições entre o ensino básico, secundário e superior.

Por proposta do Presidente foi aprovada a atribuição de subsídio à ‘Terrimponente' (Plano de Actividades) e o apoio económico no âmbito do SAAS.

João Crespo manifestou a preocupação nas habitações particulares degradadas, para o que foram emitidos ofícios aos proprietários para executarem obras nos mesmos.

Nesta reunião foi também aprovada a aquisição de um edifício (Rua 5 de Outubro), pelo valor de 62.500,00 Euros.


(Redacção|Foto-N.A.)

bottom of page