PROSEUR FINANCIA 85% DO INVESTIMENTO DA VALNOR

A POSEUR financia 85% do investimento da Valnor na optimização do Tratamento Mecânico e Biológico do CTRSU de Avis


A Valnor vai requalificar e ampliar a instalação de Central de Valorização Orgânica (CVO) localizada no Centro Integrado de Valorização e Tratamento de Resíduos Sólidos, com um investimento de 980 mil euros, financiado em 85%. Este investimento resulta de uma candidatura aprovada pelo POSEUR que contempla a criação de uma zona dedicada à recepção de RUB de recolha selectiva e a ampliação da área coberta destinada à maturação dessa fracção, no TMB de Avis, nomeadamente:

Acção 1 - Zona dedicada à recepção de RUB de recolha selectiva - Contempla a criação de uma zona individualizada para recepção de RUB, em local contíguo, mas fisicamente separado da zona de recepção de RU de recolha indiferenciada, assegurando que as fracções não sofrem qualquer mistura.

Acção 2 – Ampliação e Optimização da Capacidade de Processamento. Esta acção, compreende a ampliação e optimização da capacidade de processamento de RUB contemplando a instalação de um novo tapete de alimentação apto a transportar as quantidades de RUB que a VALNOR receba. O novo tapete de alimentação promoverá o encaminhamento dos RUB para o equipamento de abertura de abre-sacos, sendo alimentado directamente por pá carregadora.

Acção 3 – Ampliação da Cobertura do Parque de Maturação. A Acção 3 contempla a ampliação da área coberta do parque de maturação do TMB, gerando condições adequadas para a adequada valorização dos RUB com origem na recolha selectiva, numa área de cerca de 4 050 m2.

Acção 4 – Modificação e Ampliação do Sistema de Comando e Controlo Operacional. As Alterações que se pretendem executar no TMB irão originar a necessidade de alterações processuais de funcionamento da instalação. A implementação da operação criará condições para a recepção dedicada de RUB de recolha selectiva, incrementando o potencial de valorização desses resíduos e possibilitando à VALNOR garantir o cumprimento das metas estabelecidas na Directiva Quadro dos Resíduos e preparando a infraestrutura beneficiada para o cumprimento de futuros desafios que venham a ser colocados.

Esta operação, em resumo, contempla a criação de uma linha de bio resíduos, a criação de uma zona de recepção e a modificação e ampliação do sistema de comando e controlo operacional.

São novos desafios em que ganhamos todos – ganha a região, ganha o Ambiente!