Projecto Charclean apresentado em Arronches

Produção de carvão vegetal esteve em discussão no auditório do Centro Cultural na passada sexta-feira.



O auditório do Centro Cultural de Arronches recebeu na tarde da passada sexta-feira, dia 17 de Junho, o 2.º Seminário do Projecto Charclean, uma iniciativa que visa melhorar o conhecimento actual sobre a produção de carvão vegetal em Portugal, incluindo a sua relevância económica e ambiental.

Moderado por José Figueiredo, membro da equipa responsável pelo projecto do Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro este evento teve como palestrantes outros integrantes do grupo de investigação, nomeadamente Arlindo Matos, Daniel Neves, Félix Charvet, Mariana Leite e Teresa Nunes.

Além da apresentação do projecto, neste seminário abordaram-se temas como o Departamento de Ambiente e Ordenamento da Universidade de Aveiro enquanto centro de competências em processos termoquímicos, a produção de carvão vegetal em Portugal, a carbonização de biomassa, a carbonização de madeira sob condições laboratoriais controladas, as condições de operação de um forno tradicional de produção e carvão vegetal, as características do carvão vegetal e finos gerados num forno de carbonização tradicional, as emissões associadas à produção tradicional de carvão vegetal e o futuro da produção de carvão vegetal em Portugal.


No final houve espaço para o debate com o público presente, no qual se encontrava o presidente, o vice-presidente e a vereadora da Câmara Municipal, respectivamente João Crespo, Paulo Furtado e Maria João Fernandes, os presidentes da Juntas de Freguesia de Assunção, Esperança e Mosteiros, Pedro Fernandes, Luís Janeiro e Diamantino Pinto e ainda João Paulo Cardoso, da empresa do concelho ‘Cardoso & Cardoso - Comércio de Carvão, Cortiça e Lenha, Lda.’, entre outras entidades.

Na sua intervenção, o presidente do Município, João Crespo, destacou a riqueza de conteúdo do trabalho apresentado, o qual irá trazer benefício para este tipo de indústria, que em Arronches tem uma assinalável dimensão, encorajando toda a equipa a continuar com as investigações em prol do desenvolvimento desta área industrial.


(Fonte e fotos-CMArronches)