PPM PEDE DEMISSÃO DE MINISTRA DA SAÚDE




O PPM, face ao aumento de casos de contaminados de Covid-19, mortes e descalabro nos hospitais - como a recente falta de pressão de oxigénio no Hospital Amadora-Sintra é um exemplo da falta de preparação e visão - vem por este meio pedir ao governo que dê um sinal que leva o assunto a sério e assuma a necessidade da demissão da Ministra da Saúde.

Esta demissão será um acto político no meio de uma luta contra um vírus mortal, onde Portugal está claramente a perder a batalha com resultados catastróficos a nível de vidas humanas e ainda de reflexos negativos a nível internacional, visto que a manutenção da ministra no cargo que tem vindo a prejudicar a imagem exterior do País.

Não se entende que, numa altura em que tudo piora, o Governo não faça uma mudança no sentido de transmitir um sinal claro ao País e ao Mundo de que se preocupa e quer mudar para melhorar.

Manter a ministra em funções não é um acto de coragem política nem sequer se trata de permitir uma estabilidade numa luta pandémica. Neste momento, manter a ministra só não é uma anedota das antigas porque, face ao número de mortes, estamos, infelizmente, a falar de uma verdadeira tragédia.