top of page

Portalegre – Pulseira electrónica por violência doméstica

O Comando Territorial de Portalegre, através do Núcleo Investigação e de Apoio a Vítimas Específicas (NIAVE), no dia 23 de Janeiro, deteve um homem de 48 anos, por violência doméstica, no concelho de Portalegre.


No âmbito de uma investigação por violência doméstica, os militares da Guarda apuraram que o agressor exercia violência psicológica e física contra a vítima, sua ex-companheira de 40 anos. No seguimento das diligências policiais, foi dado cumprimento a um mandado de detenção e um mandado de busca domiciliária que culminou com a apreensão de duas armas de fogo e seis facas e na detenção do agressor.

O detido foi presente no Tribunal Judicial de Portalegre ontem, dia 24 de Janeiro, onde lhe foram aplicadas as medidas de coação de afastamento e proibição de contacto com a vítima,  controladas por pulseira electrónica.

A violência doméstica é um crime público e denunciar é uma responsabilidade colectiva.

A Guarda Nacional Republicana realiza regularmente campanhas e acções de sensibilização sobre o tema da Violência Doméstica e relembra que, se precisar de ajuda ou tiver conhecimento de alguma situação de violência doméstica participe:

·  No Portal Queixa Electrónica, em https://queixaselectronicas.mai.gov.pt ;

·  Via telefónica, através do número de telefone: 112;

·  No Posto da GNR mais próximo à sua área de residência, tendo os nossos contactos sempre à mão em www.gnr.pt/contactos.aspx;

·  Na aplicação App MAI112 disponível e destinada exclusivamente aos cidadãos surdos, em http://www.112.pt/Paginas/Home.aspx;

·  Na aplicação SMS Segurança, direccionada a pessoas surdas em www.gnr.pt/MVC_GNR/Home/SmsSeguranca.

(Fonte:GC-CT Portalegre da GNR)

Comments


bottom of page