POLÍTICA – Catarina Martins de entrevistada a ‘entrevistador’

Quando a televisão ainda era a preto e branco o pai de Miguel Sousa Tavares, Francisco Sousa Tavares (advogado e jornalista) era uma referência. Seguia quase sempre os seus programas como os de Vitorino Nemésio.

Ontem foi a vez da decepção com o seu filho Miguel Sousa Tavares, jornalista, escritor e licenciado em Direito. A entrevista a Catarina Martins do BE era aguardada com certa expectativa pela posição do seu partido ao votar contra o O.E. na generalidade, colocando-se de fora da tal denominada ‘geringonça’ (que pode acontecer agora nos Açores… mas com a direita).


Para a líder bloquista há uma solução para tudo. Com um dom de oratória que se tem que reconhecer, passou de entrevistada quase a entrevistador, anulando completamente Miguel Sousa Tavares, que a confrontou com números do Governo nas áreas mais relevantes para o BE, e aos quais dando sempre uma explicação pouco plausível. Catarina Martins levou a entrevista pelos caminhos que ela quis, interrompendo várias vezes Miguel Sousa Tavares que não quis assumir o papel de ali, quem fazia perguntas era ele.

A questão mais incisiva que MST lhe colocou como “a capacidade financeira do país não é inesgotável”, até aí interrompeu o jornalista que se esqueceu de voltar à questão.

No final Catarina Martins saiu com um sorriso rasgado no rosto e o entrevistador com um sorriso ‘amarelo’. É o que temos na politica… e numa televisão que nos querem vender a imagem de uma nova TVI.

(Foto-D.R.)