Pedro Simas defende que as vacinas são "extremamente eficazes"

O virologista Pedro Simas em declarações ao jornal digital ‘Observador’, defendeu que “os lares de idosos devem ir à terceira dose da vacina, uma medida geral aplicável a todas as instituições, de seis em seis meses ou anualmente, até a pandemia estar resolvida”.


Sobre a possibilidade das misericórdias realizarem testes de imunidade aos seus utentes defendeu que "mais importante do que fazer o teste serológico, para ver o tipo de anticorpos, é adoptar uma medida que seja aplicada a todos os lares", defendeu o especialista.

Pedro Simas tem para si fazer “todo o sentido vacinar os lares com uma terceira dose... Se ao fim de seis meses ou se ao fim de 12 meses, isso tem de ser determinado pela comissão técnica."


(Créditos e foto 'Observador'