OS ‘FAVORES’ AO PAN POR PARTE DO GOVERNO COM AS TOURADAS COMO MOEDA DE TROCA

Governo proíbe menores de 16 anos de assistirem ou participarem em touradas


O governo enviou às redacções um comunicado em que dá conta que o “Decreto-lei que estabelece a proibição foi, esta quinta-feira, aprovado em Conselho de Ministros”.


Este decreto-lei que altera a classificação etária para assistir a espectáculos tauromáquicos, “fixando-a nos maiores de 16 anos, à semelhança do que acontece para o acesso e exercício das actividades de artista tauromáquico e de auxiliar de espectáculo tauromáquico".

A justificação diz o governo, que se baseia "na sequência do relatório do Comité dos Direitos da Criança das Nações Unidas de 27 de Setembro de 2019, que defende o aumento da idade mínima para assistir a espectáculos tauromáquicos em Portugal".

Tanta hipocrisia para justificar isso sim, os ‘favores do PAN em relação à ‘Geringonça’ e votar ou abster-se no OE que aí esta a ser esticado nas exigências da esquerda mais radical, cada vez com menos expressão eleitoral mas, tão necessária a este governo.

A prova está que logo o PAN reagiu a esta medida dizendo que é "importantíssima vitória do partido” que, "após diversas reivindicações, vê assim reconhecida a sua preocupação".

Onde está a coerência desta gente que não vê a violência nos vídeo jogos, as séries de televisão e outras notícias com que somos invadidos pelos media, impulsionadoras da repetição de actos violentos e só têm as touradas com bandeira.

Então que raio de democracia é esta onde os país já não têm o direito de decidir aquilo que os seus filhos devem ver ou fazer. Então a decisão que já era pedida pelo PAN em 2020 aquando do OE, vem na sequência do relatório do Comité dos Direitos da Criança das Nações Unidas. Então todos fazem orelhas moucas quando as Nações Unidas reclamam para o fim da violência sobre as crianças e os milhões que morrem à fome em África. Tanta hipocrisia, quando em sondagens independentes dizem aos que querem acabar com as touradas, que a grande maioria dos portugueses gosta desde espectáculo ou não é contra. Contra é uma pequena minoria que, a exemplo doutras nos querem impor as suas ideias e não conseguem viver em democracia. Depois admiram-se quando surgem os ‘Chegas’ e os ‘Voxs’ e dizem que são minorias de extrema-direita que são uma ameaça para a democracia.


Opinião - Fernando Neves Marques|Director