top of page

Novo Pacto Verde: Envolvimento da população nas decisões ambientais do distrito

A Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) esteve presente no dia 23 de Janeiro, na sede da Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central (CIMAC), em Évora (Município de Arronches representado pelo Vice-presidente Paulo Furtado), onde participou activamente na digressão nacional de participação pública para a definição das prioridades de investimento público ambiental nacional para os próximos anos, o “Novo Pacto Verde”.



Criado pela Secretaria-geral do Ambiente em parceria com o Fundo Ambiental, foca-se na participação da população na abordagem de questões relativas à emergência climática, bem como na procura de respostas para este problema.

Salientamos, por isso, a importância deste Novo Pacto Verde na promoção de um trabalho contínuo e integrado rumo à neutralidade carbónica, à resiliência ambiental e, sobretudo, com especial atenção às especificidades de cada território, algo muito importante porque o nosso país não tem todo as mesmas características, sendo a adaptação de políticas o caminho a seguir.

Este são objectivos aos quais a CIMAA já se vinculou e para os quais continua diariamente a trabalhar, desde logo, com a aprovação do Plano Intermunicipal de Adaptação às Alterações Climáticas do Alto Alentejo em Setembro de 2022, que apesar de ser um plano pensado a médio/longo prazo, com o horizonte de 2030, já tem algumas das medidas nele previstas em curso, nomeadamente: mecanismos de protecção de floresta contra incêndios, reforço do Gabinete Técnico Florestal Intermunicipal, a promoção da utilização de fontes de energia renovável e da mobilidade sustentável, entre outros.

(Fonte:CIMAA|Fotografias: Comunidade Intermunicipal do Alentejo Central)

bottom of page