Morreu o fadista Carlos do Carmo, ficará a voz inconfundível

O ano não começou da melhor maneira. Às primeiras horas desde recente 2021, faleceu no Hospital de Santa Maria o fadista Carlos do Carmo de 81 anos, vítima de aneurisma na aorta.


Uma figura do fado, da canção nacional, que levou aos quatro cantos do mundo, que introduzido nos seus fados para além dos letristas, outros poetas portugueses.

Filho da grande Lucília do Carmo que teve durante muitos anos com seu pai, a famosa casa de fados ‘O Faia’ no Bairro Alto, que durante muito tempo frequentei com um grupo de amigos aos sábados.


Homem frontal na vida e na política, elevou o nome de Portugal e da canção nacional. “À entrada da década de 1970, Carlos do Carmo grava diversos EPs e LPs, como O Fado em Duas Gerações, Carlos do Carmo e Lucília do Carmo, Por Morrer uma Andorinha ou Carlos do Carmo.

Entretanto, depois de algumas aparições na televisão, surgiu em 1972 como produtor e apresentador de um programa semanal na RTP: o Convívio Musical, por onde passam alguns dos grandes nomes da canção portuguesa e internacional”.

As suas primeiras digressões “foram realizadas ainda no início da década de 1970, com espectáculos em Angola, EUA e Canadá e, em 1973, estreou-se no Brasil, cantando ao lado de Elis Regina, no Copacabana Palace, Rio de Janeiro. Intensifica as suas apresentações fora do país. As suas passagens no Olympia de Paris, na Ópera de Frankfurt, na Ópera de Wiesbaden, no Canecão do Rio de Janeiro, no Hotel Savoy de Helsínquia, no Teatro da Rainha em Haia, no Teatro de São Petersburgo, no Place des Arts em Montreal, no Tivoli de Copenhaga ou no Memorial da América Latina em São Paulo, são momentos muito altos na carreira do fadista. Em Portugal, salienta as suas apresentações em locais como os coliseus de Lisboa e do Porto, o Casino Estoril, o Centro Cultural de Belém, o Mosteiro dos Jerónimos ou a Fundação Calouste Gulbenkian”.

Morreu o Homem, ficará a perpectuar na memória de todos os amantes da canção Nacional, a voz e personalidade de Carlos do Carmo.


(Fonte-Wikipédia-Global Imagens)