MORA - ARRANCA EM OUTUBRO O PROJECTO LIFE PREDATOR

O peixe-gato-europeu (Silurus glanis) é um predador de topo que exerce uma grande pressão sobre as espécies nativas, como barbos e bogas, provocando perda de biodiversidade e perda económica.


Com o objectivo de mitigar o impacto do siluro surge o Projecto LIFE PREDATOR, um projecto aprovado no âmbito do Programa LIFE e, que irá arrancar no próximo mês de Outubro.

LIFE PREDATOR resulta de uma parceria entre Portugal, Itália e a República Checa, e conta com cofinanciamento da União Europeia, através do LIFE, um programa europeu para projectos nos domínios do ambiente, da natureza e da acção climática.

A coordenar o projecto está Pietro Volta, investigador do Consiglio Nazionale delle Ricerche, estando ao todo envolvidos 11 investigadores dos três países. Da equipa de Ciências da Universidade de Lisboa fazem parte: Filipe Ribeiro, investigador do MARE - Centro de Ciências do Mar e do Ambiente; José Lino Costa e Bernardo Quintella, professores do Departamento de Biologia Animal (DBA) e investigadores do MARE; Filomena Magalhães e Rui Rebelo, professores do DBA e investigadores do Centro de Ecologia; Alexandra Marçal investigadora do DBA e do MARE; e Cristina Catita, professora do Departamento de Engenharia Geográfica, Geofísica e Energia e investigadora do Instituto Dom Luiz.

Está prevista uma exposição sobre a pregação do Siluro (Silurus glanis) em Portugal e o Fluviário de Mora será uma das instituições escolhidas para acolher a exposição.


(Fonte e foto-CMMora)