LAGE VOTIVA DE ARRONCHES 'APROPRIADA' PELA DGPC

Direcção-geral do Património Cultural não respeita protocolo e "apropria-se" indevidamente da Laje votiva em língua latina encontrada no Monte do Coelho em Arronches.


  1. O Município de Arronches e a Direcção-geral do Património Cultural, assinaram em devido tempo, um protocolo para que a Laje fizesse parte de uma exposição e, posteriormente, voltasse para Arronches. Isso não voltou a acontecer. Primeiro alegando motivos de investigação para classificação da Laje, agora por ofício da DGPC informando que a mesma, foi classificada de interesse nacional, com a designação de “tesouro nacional”, não se procedendo ao seu regresso para Arronches. No Centro Cultural de Arronches está uma cópia mandada executar enquanto a original foi cedida temporariamente para a exposição.


(INSCRIÇÃO VOTIVA EM LÍNGUA LUSITANA (ARRONCHES, PORTALEGRE) “Conimbriga” XLVII (2008) p. 85-102 RESUMO: Propõe-se leitura, interpretação e integração histórica da epígrafe redigida em língua lusitana, proveniente de uma herdade dos arredores de Arronches. Documenta o sacrifício de animais, designadamente de dez ovelhas, a divindades indígenas – Banda, Reva, Munis, Broeneia… – cujos nomes se fazem acompanhar de epítetos, um dos quais repetido com grafias diferentes (em dativo, Haracui, Aharacui, Harase), passível de relacionar-se com o topónimo actual, Arronches. Na segunda parte, os três dedicantes, que poderão identificar-se como criadores de ovelhas, suplicam às divindades que lhes aceitem os sacrifícios. Considera-se muito viável a hipótese de relacionar esta e as outras epígrafes em língua lusitana – de Lamas de Moledo e Cabeço das Fráguas – com as rotas da transumância logo nos primórdios da dominação romana).
JOSÉ DENCARNAÇÃO CEAUCP – Centro de Estudos Arqueológicos das Universidades de Coimbra e Porto JORGE DE OLIVEIRA e ANDRÉ CARNEIRO CIDEHUS – Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades da Universidade de Évora CLÁUDIA TEIXEIRA CECHUC – Centro de Estudos Clássicos e Humanísticos da Universidade de Coimbra

2 - O executivo da Câmara Municipal de Arronches, em reunião de hoje (12 de Julho de 2021) mostrou a sua indignação sobre a quebra do protocolo e votou por unanimidade recorrer aos tribunais para que seja respeitado o acordo.

3 - O vereador do PS Carlos Rodrigues, absteve-se na votação para a alteração por adaptação do Plano Director Municipal de Arronches na forma como foi solicitado pela CCDRA. Nesta adaptação podem estar implícitas regras que interferem no Parque Natural da Serra de S. Mamede e no plano da Barragem do Caia.

4 - Duatlo volta a Arronches e a eventual excursão a Lisboa organizada pela Junta de Freguesia de Assunção no próximo dia 22 de Julho, para acompanhar o Grupo de Forcados Amadores de Arronches, fica adiada pelo aumento de casos da pandemia na RLVT. Eventualmente e segundo informação recebida pelo Vice-presidente João Crespo, a mesma poderá ter lugar a 11 de Agosto ou 7 de Outubro.

Tudo isto e muito mais pode ler, na próxima edição do Notícias de Arronches.