Grupo de teatro jovem Trevo Violeta Escuro apresenta a peça “Rio Sombrio”


O Centro de Artes do Espectáculo de Portalegre (CAEP) irá receber no Grande Auditório, com entrada livre, no dia 8 de Junho, pelas 21h00, o grupo de teatro jovem Trevo Violeta Escuro, com a peça “Rio Sombrio”, de Joanna Murray-Smith e tradução de Joana Frazão.

Este ateliê juvenil foi um dos seis grupos seleccionados, entre cerca de 50, para o Festival Panos, tendo impressionado positivamente o júri pela interpretação, cenografia, dramaturgia e encenação da prestação demonstradas no ensaio aberto ocorrido no dia 12 de Abril, no CAEP.

O Trevo Violeta Escuro subiu finalmente ao palco da Sala Garrett, no Teatro Nacional D. Maria II, no dia 13 de Maio, para a apresentação da peça “Rio Sombrio”, perante uma sala esgotada.

Adicionalmente foi um dos dez grupos convidados, em mais de uma centena, para partilhar esta experiência, dar a conhecer o seu percurso e o impacto socioeducativo e cultural do trabalho desenvolvido, numa conversa com a organização do Festival, decorrida no dia 14 de Maio.

Integrado no CAEPLab Teatro III, desde a sua fundação que o grupo Trevo Violeta Escuro recebe ateliês de formação na área artística e do teatro, por Fátima Reis.

O projecto Panos, iniciado em 2005, encomenda todos os anos peças originais a escritores de renome, com o objectivo de serem representadas por jovens com idades compreendidas entre os 12 e os 19 anos.

A edição de 2022, coordenada por Sandro William Junqueira, permitiu o cruzamento do teatro escolar e juvenil com as novas dramaturgias, com textos originais de Afonso Cruz (As Cigarras Septendecim e Tredecim), de Joanna Murray-Smith (Rio Sombrio) e de Keli Freitas (Fábrica de matar Baleia).

O Município de Portalegre manifesta orgulho nos nossos jovens atores dirigidos por Fátima Reis, fazendo votos que o seu percurso artístico continue a ser trilhado com sucesso!

Esperamos que, mais uma vez, no dia 8 de Junho, pelas 21h30, o Grande Auditório do CAEP se revele “casa cheia” para assistir à representação dos nossos jovens atores, com a peça “Rio Sombrio”.


(Fonte e foto - CMPortalegre)