EFEMÉRIDE - Dia Internacional da Protecção Civil



Em nota enviada pelo MAI às redacções, recorda que "O Dia Internacional da Protecção Civil celebra-se anualmente, a 1 de Março, a fim de alertar e sensibilizar para a importância da protecção civil na salvaguarda da vida humana, da propriedade e do património cultural e ambiental, face à ocorrência de acidentes graves e catástrofes, e de prestar tributo a todos os seus agentes.

Muitos dos desafios que hoje pendem sobre as nossas sociedades são de enorme complexidade – como fenómenos atmosféricos extremos e inopinados, a gestão da pandemia provocada pela COVID-19, as situações de conflito armado que vão eclodindo por todo o mundo, agora com particular enfoque na Ucrânia – e obrigam-nos a olhar para o que nos rodeia de forma diferente.

O que demos como garantido durante décadas já se desvaneceu ou está em profunda alteração.

As alterações climáticas, o peso da excessiva urbanização, as clivagens entre as diferentes regiões no desenvolvimento social e humano, a pobreza extrema, os movimentos migratórios e as ameaças cibernéticas, são apenas alguns dos riscos que estão a mudar as nossas vidas.

Aos poucos, os países até aqui considerados seguros e imunes aos eventos que iam ceifando vidas pelo resto do mundo viram o cenário alterar-se drasticamente, deitando por terra o sentimento de segurança com que se tinham habituado a viver.

Neste contexto, a protecção civil assume-se, cada vez mais, como uma área fundamental e prioritária e como um dos mais importantes instrumentos do Estado para a resposta a eventos de grande dimensão e protecção das comunidades.

Celebrar o dia da Protecção Civil significa a renovação de um compromisso com formas justas de transição climática, com a protecção dos nossos ecossistemas vitais, com a defesa das nossas comunidades das catástrofes naturais ou provocadas, com o equilíbrio dos nossos territórios, com a protecção do nosso património natural e histórico, em suma: com a protecção da vida.

E é em linha com esse compromisso que o Governo e a Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil convocam as Autarquias Locais, os agentes de protecção civil e os cidadãos para, unidos e em sintonia, continuarmos a transformar Portugal num país cada vez mais seguro e resiliente".