Dinamarca vai mesmo parar de administrar vacina da AstraZeneca

A Dinamarca justificou a suspensão com o receio de que os coágulos sanguíneos desenvolvidos entre pacientes inoculados com a vacina sejam consequência da toma. A Estónia, a Letónia, a Lituânia e o Luxemburgo já tinham tomado a mesma decisão.

A Dinamarca vai mesmo deixar de administrar a vacina da AstraZeneca contra a Covid-19, devido ao receio quanto ao desenvolvimento de coágulos sanguíneos.


As autoridades de saúde dinamarquesas disseram na quinta-feira que queriam suspender temporariamente o uso da vacina Covid-19 da AstraZeneca como precaução, depois que alguns pacientes desenvolverem coágulos sanguíneos após a toma.

"Não foi determinado, até ao momento, que exista uma ligação entre a vacina e os coágulos sanguíneos", reconheceram, no entanto, as autoridades de saúde dinamarquesas, de acordo com a AFP. Segundo a autoridade de saúde dinamarquesa, a Agência Europeia do Medicamento (EMA) já iniciou uma investigação sobre o assunto.


(Fonte e foto - D.R.)