DIA INTERNACIONAL DA LIBERDADE DE IMPRENSA

O Dia Internacional da Liberdade de Imprensa celebra-se a 3 de Maio. Jornalismo sem grilhetas.


Este Dia Internacional da Liberdade de Imprensa tem como objectivos: promover os princípios fundamentais da liberdade de imprensa; combater os ataques feitos aos media e impedir as violações à liberdade de imprensa; lembrar os jornalistas que são vítimas de ataques, capturados, torturados ou a quem são impostas limitações no exercer da sua profissão; prestar homenagem a todos os profissionais que faleceram vítimas de ataques terroristas ou que foram assassinados por organizações terroristas.

"Jornalismo é publicar aquilo que alguém não quer que se publique. Tudo o resto é publicidade". A citação já foi atribuída a George Orwell, mas o mais provável é que seja de William Randolph Hearst, cuja vida inspirou o filme "Citizen Kane". Mas conhecer o autor da frase é o menos importante. O mais importante é que de facto os jornalistas continuem a publicar aquilo que alguém não quer que se publique.

Todos os anos vários jornalistas são capturados e mantidos prisioneiros em diversas regiões do mundo, com destaque para os países onde vigoram regimes ditatoriais.

A associação Repórteres Sem Fronteiras desenvolve esforços para proteger os profissionais de comunicação social em todo o mundo e alertar para os perigos a que estão sujeitos no desempenho do seu trabalho (como o caso recente que se verificou com um repórter de imagem no jogo de futebol). Organizações como a UNESCO juntam-se à luta pelo direito à liberdade de expressão.

Esta data é celebrada desde o ano de 1993, unido esforços de entidades, jornalistas, activistas e outros cidadãos.