DERROTA ‘INJUSTA’ PARA EQUIPA SUPERIOR

O Sport Arronches e Benfica disputou hoje a 6ª jornada da Série C do Campeonato de Portugal, no Estádio Prof. José Peseiro, em Coruche.



A equipa técnica introduziu alterações que resultaram no processo do jogo ao fazer alinhar: David (gr), Alan Santos, Ismael Pereira, Luís Miguel, Tiago Sampaio, João Magalhães, Panuchi, Ciprinano, Bairon, Pedro Fernandes e Aliú. Uma equipa titular totalmente diferente do jogo anterior em casa.

Se logo aos 4’ o Arronches e Benfica sofria o primeiro e único golo da partida (o que parece uma constante), não é menos verdade que o Arronches e Benfica de hoje, foi a exemplo de outros jogos uma equipa superior. Continua a faltar o golo!

Sabemos e não querendo ser incoerentes, ganha quem marca, mas a injustiça, essa que é praticada pelo homem, há muita maneira de a fazer prevalecer. O árbitro senhor (com letra pequena) Rui Madeira, ignorou segundo o relato da Rádio Portalegre e nas palavras de António Parente, uma grande penalidade indiscutível, por carga na área sobre um jogador do Arronches. Os protestos do banco foram de tal forma motivados pela indignação, que o senhor Rui Madeira acabou por expulsar o treinador-adjunto, Dinis Caldeira e mostrar um cartão amarelo ao Director desportivo Nuno Travassos. Infelizmente no futebol, seja em que campeonato seja, há muita forma de condicionar resultados…

Não vamos aqui e agora, apontar aquilo que é a nossa opinião, até porque a estrutura do Arronches e Benfica já deve ter sinalizado quais são as carências da equipa. Se assim for, há que se possível, aproveitar a ‘janela de Inverno’, para introduzir alterações, das quais resultem golos e pontos bem necessários para manter acesa a chama do sonho ‘prometido’. Vamos esperar, pois na classificação a pontuação entre clubes, está toda muito próxima.


Fernando N. Marques|Imagem - fotomontagem)