Contribuir para a integração política da juventude nas políticas da UE.

A decisão do Parlamento Europeu e do Conselho sobre o Ano Europeu da Juventude


(AEJ) foi adotada em 20 de dezembro de 2021.

O Ano Europeu da Juventude tem quatro objetivos principais:

· Destacar a forma como as transições ecológica e digital proporcionam oportunidades para jovens

· Ajudar os/as jovens a tornarem-se cidadãos/ãs ativos/as e empenhados/as

· Promover oportunidades ao alcance dos e das jovens

· Integrar uma perspetiva da juventude nas políticas da União.

Ao aprovar a proposta relativa ao Ano Europeu da Juventude, o Conselho sublinhou a necessidade desta iniciativa, a fim de contribuir para a integração da política da juventude, ou seja, garantir que todas as políticas da UE – em matéria de ambiente, educação, cultura ou em qualquer outro domínio – tenham em conta as questões relacionadas com a juventude. O AEJ incluirá conferências, eventos e campanhas de informação e promoção. O Conselho incentivou a Comissão Europeia a envolver os jovens para tornar o Ano Europeu uma realidade, juntamente com os coordenadores nacionais responsáveis pela organização de atividades em cada Estado-Membro.

Em Portugal, o IPDJ é o coordenador nacional do AEJ acompanhado por um Comité Diretor do qual fazem parte:

· Agência Nacional Erasmus+ Juventude/Desporto e Corpo Europeu de Solidariedade

· Associação Nacional de Freguesias

· Associação Nacional de Municípios Portugueses

· Conselho Nacional de Juventude

· Direção Regional da Juventude dos Açores

· Direção Regional de Juventude da Madeira

· Federação Nacional das Associações Juvenis

· MOVIJOVEM - Mobilidade Juvenil Foi também lançado o Portal Europeu do AEJ2022, aqui disponível, onde os visitantes podem conhecer os compromissos, iniciativas e ações relacionadas com o mesmo, bem como oportunidades e organizações juvenis.