ARRONCHES - O NOSSO ‘TERCEIRO MUNDO’

Viver no interior tem algumas vantagens em termos de qualidade de vida mas, tem muitos outros custos adicionais.



Ontem necessitei de ir renovar a minha carta de condução. A primeira contrariedade é que o médico de família, aquele que está mais próximo do conhecimento das maleitas dos seus doentes, deixou de poder passar o atestado médico.

E agora para onde é que vais: Para o privado, onde o médico adquiriu o necessário programa e lá vais ter de pagar a consulta. Mas há mais! Depois tive que ir ao Cartório Notarial de Arronches para tratar então da renovação…e o que encontras: Umas condições de trabalho deprimentes, que mais parecem de um país do terceiro mundo, com poucas condições não só para quem lá trabalha mas, para aqueles que ali se deslocam. Começa por não haver acessibilidade para aqueles que infelizmente não têm capacidades motoras para subir passeios e degraus.

Simpatia dos funcionários mas que nada podem fazer face à inoperacionalidade dos computadores e da maquineta que nos tira a foto. Resultado e conselho do funcionário: Sabe uma coisa, vá para casa e do seu computador veja se consegue entrar no IMTT e no site pode tratar do assunto. Agradeci, desci os degraus, foi até ao carro e toca a tentar resolver o assunto.

Recordo que, na campanha para as eleições autárquicas estive com deputados do PSD que visitaram o cartório para fazer uma foto 'de família'. Houve promessas mas, no governo estava a finada ‘geringonça’ e o Ministério da Justiça que tem muitos mega processos para resolver antes que prescrevam…e os implicados voltem à sua vidinha de gente com dinheiro nos paraísos fiscais.

Agora nas legislativas, todos andaram pelo interior que só é lembrado na altura da ‘caça ao voto’ mas, meus amigos, não tenham ilusões que o interior vai melhorar, só mudaram as moscas…