ARRONCHES – ESPANHÓIS EM RESTAURANTES E ESPLANADAS, PORTUGUESES NAS ‘GASOLINERAS’

Este fim-de-semana foi o primeiro desta nova fase de calamidade. Depois de 15 Estados de Emergência que ‘privaram’ as deslocações a Espanha com a fronteira encerrada, foi como se abrisse uma porta por onde todos há muito ansiavam passar.


Em Arronches com os restaurantes/esplanadas a puderem dispor de mais lugares e com um horário mais alargado, foi notório o movimento de nuestros hermanos a voltaram aos restaurantes e às esplanadas, sobretudo no domingo. Entre as conversas nas mesas destacava-se aquilo que tanto caracteriza o povo espanhol: falarem mais alto.


Do lado português, neste caso Arronches e localidades limítrofes, foi a corrida à gasolinera de La Codosera. Voltar ao preço mais baixo de combustível e gás em garrafa, levou a que gasolina e gasóleo já só do mais caro. Mesmo assim para muitos compensou, quando se avizinhava para este início de semana novos aumentos nos combustíveis em Portugal.


Agora tudo depende de nós continuarmos com esta ‘porta’ aberta para ambos os lados da fronteira, para que haja um empurrão na economia das localidades raianas. Mesmo em estado de calamidade, continua a ser obrigatório o uso de máscara, distanciamento e proibição de consumo de bebidas alcoólicas na via pública.

O Presidente da República tem feito apelos constantes ao bom senso dos portugueses, porque ninguém quer voltar para trás. Estão aí as cercas sanitárias nas freguesias de Odemira, como está previsto pela Direcção-geral de Saúde. O Primeiro-ministro tem dito que, o governo não vai vacilar se for necessário, para tomar medidas mais restritivas.