APOIO EXTRAORDINÁRIO AOS BOMBEIROS COMEÇA A SER PAGO EM JANEIRO

A Autoridade Nacional de Emergência e Protecção Civil (ANEPC) vai transferir, este mês, 1,5 milhões de euros para as Associações Humanitárias de Bombeiros Voluntários (AHBV) no âmbito do combate à doença Covid-19.


A verba corresponde à primeira tranche dos 3 milhões de euros de apoio extraordinário aprovado no Orçamento do Estado para 2021, com o objectivo de ajudar as AHBV a enfrentar as dificuldades financeiras criadas pela pandemia.

Os restantes 1,5 milhões de euros serão pagos no mês de Julho.

Como transmitido à Liga dos Bombeiros Portugueses em Dezembro passado pela Secretária de Estado da Administração Interna, Patrícia Gaspar, os 3 milhões de euros serão distribuídos de acordo com a proporção do financiamento permanente atribuído a cada AHBV.

O Ministério da Administração Interna reconhece e valoriza o papel insubstituível dos bombeiros voluntários portugueses, particularmente num período em que são permanentemente chamados a responder às ocorrências relacionadas com a pandemia.

Esse empenhamento extraordinário tem contribuído para o agravamento da situação financeira das AHBV, pelas despesas adicionais com a aquisição de equipamentos de protecção individual e pelos cortes sofridos nas receitas oriundas do transporte de doentes.

No sentido de dar resposta a esta nova realidade, em 2020 o Governo transferiu para as AHBV cerca de 2 milhões de euros do apoio excepcional e temporário devido à pandemia.

Note-se que, também para fazer face ao contexto da pandemia, o Governo quase duplicou o valor da transferência anual – de 3% para 5% do financiamento permanente das AHBV – para o Fundo de Protecção Social dos Bombeiros.

O Orçamento Suplementar, aprovado em Julho, veio ainda estabelecer um plano de apoio de emergência para o financiamento imediato das AHBV no valor de cerca de 7 milhões de euros.

Em 2020 foi ainda possível reforçar a capacidade de resposta das AHBV através da criação de equipas especializadas no âmbito da saúde, sendo os veículos disponibilizados pelos bombeiros pagos ao dia pela ANEPC para garantir a necessária disponibilidade permanente.

Sublinha-se ainda que o Orçamento do Estado para 2021 prevê um financiamento de 28,6 milhões de euros para as AHBV, ao qual acrescem os referidos 3 milhões de euros de apoio extraordinário no âmbito da doença COVID-19.


(Imagem-D.R.)