ANTÓNIO COSTA APRESENTOU MEDIDAS PARA O DESCONFINAMENTO

O Primeiro-ministro apresentou ontem ao país, as medidas para o desconfinamento, com a novidade do Presidente da República estar ausente em Itália (pode ser coincidência mas, também passar o ónus para o Governo do que venha a acontecer).



Depois de muitos pareceres quer dos partidos com assento na Assembleia da República como das reuniões com Marcelo Rebelo de Sousa, DGS e especialistas, Costa começou por frisar que”adoptamos um programa muito conservador” adiantando que irá ser aplicado “gota a gota”.


Tudo isto baseado num quadro que apresentou com vários níveis de índices que podem permitir desde a zona verde desse quadro, o que pressupõem uma abertura mais alargada, até à zona vermelha que “nos indica que teremos que voltar a trás com medidas mais drásticas, que ninguém quer”.

O mapa do país diz-nos que o índice ‘Rt’ está abaixo de 1; os dados apontam para menos óbitos, menos novos casos e mais recuperados, bem como os internamentos e doentes em UCI muito mais baixo. No entanto o Primeiro-ministro alertou que “agora serão como máximo, 240 casos por 100 mil habitantes nos últimos 14 dias”


António Costa reforçou a sua convicção que “tudo está nas nossas mãos. Manter o uso da máscara, distanciamento social e higienização”.

Será então este o quadro apresentado entre a próxima segunda-feira dia 15 e 19 de Abril:


15 de Março – Cabeleireiros e esteticistas; venda ao postigo e papelarias; Creches 1º ciclo e ATLs.

5 Abril – Feiras e mercados não alimentar (decisão dos municípios); esplanadas (máximo 4 pessoas; Modalidades desportivas de baixo risco; Actividade física ao ar livre até quatro pessoas e ginásios sem aulas de grupo; Lojas até 200 m2; Aulas nos 2º e 3º Ciclos.

19 de Abril – Casamentos e Baptizados; Recolhimento obrigatório até à Páscoa; Proibição de circulação nos fins-de-semana.

3 de Maio - Restaurantes, cafés e pastelarias (máx. 6 pessoas ou 10 em esplanadas) sem limite de horário;Todas as modalidades desportivas; Atividade física ao ar livre e ginásios; Grandes eventos exteriores e eventos interiores com diminuição de lotação; Casamentos e batizados com 50% de lotação.