A ‘ALENTEJANA’ VAI PARA A ESTRADA



Na apresentação da 38ª Volta ao Alentejo em Bicicleta, o destaque teve “como objectivo de inspirar os cidadãos a adoptarem comportamentos mais sustentáveis ao nível ambiental, a Sociedade Ponte Verde junta-se este ano à competição e diariamente vai distinguir o líder da “Alentejana” com a Camisola Amarela. A reciclagem é agora o mote oficial da “Alentejana”. Nos locais de Partida e Chegada das etapas passam a existir ecopontos cedidos pela Sociedade Ponto Verde e pelo respectivo parceiro no Alentejo Central, a GESAMB - Empresa Intermunicipal de Gestão Ambiental e de Resíduos, cuja área de intervenção corresponde a 6,9 % da área total do país e procede ao tratamento e valorização de 1,6 % do lixo doméstico produzido em Portugal. Com a associação à Volta ao Alentejo pretende-se neste território uma nova etapa de sustentabilidade com objectivo de garantir a gestão adequada, desde a prevenção, reutilização e reciclagem dos resíduos. O objectivo é sensibilizar a população para a utilização dos ecopontos permitindo uma colaboração mais próxima e a valorização do evento e da região Alentejo”.



A 4ª etapa com partida de Monforte passará por Arronches cerca das 10h45, onde haverá uma meta volante junto aos Bombeiros Voluntários. O pelotão depois de passar pelo Passeio de Maio e Rua da Esperança entrará na N246 rumo a Portalegre, onde terá uma meta volante para terminar em Castelo de Vide. Esta etapa que terá parte do percurso na Serra de S. Mamede conta com duas contagens para o prémio da montanha, no Cabeço do Mouro (2ª categoria) e em Monte Paleiros (3ª categoria).