Aí está o número dois da Missão: Alentejo

A Comunicação Social e o Desenvolvimento Regional são os grandes temas do número dois da revista da CCDRA, “Missão: Alentejo” que pode ser lida em www.ccdr-a.gov.pt/revista-missao-alentejo-no2-novembro-2022/



Para além dos apoios do Estado à Comunicação Social alentejana feita através da CCDRA, nesta edição, vai dar-se destaque à aprovação do Relatório Anual de Execução 2021 do Alentejo 2020, bem como dos trabalhos que têm vindo a ser realizados com vista à preparação do seu encerramento, tendo como objetivo a aceleração da execução do Programa Operacional.

Também o papel da CCDRA no PRR vai estar em destaque tal como o novo Programa Regional que está já delineado.

No seu editorial António Ceia da Silva Presidente da CCDRA refere que “O processo negocial do Alentejo 2030 é o culminar de um trabalho iniciado pela CCDRA em 2018, o qual foi amplamente trabalhado a nível regional, envolvendo todos os parceiros e agentes do território, através da realização de vários eventos, debates e sessões técnicas”.

O Centro Qualifica para a Administração Pública Regional e Local da CCDRA, a criação de funcionalidades e de aplicações em ambiente Websig desenvolvidas pela DSIG e DSF da CCDRA, que permitiu transformar o processo organizacional da Direção de Serviços de forma a aumentar a produtividade, a eficiência, a eficácia dos serviços prestados e o “Programa Bairros Saudáveis cujo Fórum Regional se realizou na CCDRA, são temas entre outros em destaque.

Os deputados europeus alentejanos Maria Graça Carvalho (PSD) e Carlos Zorrinho (PS) deram o seu contributo para o nº2 da Missão: Alentejo, que destacou também os estabelecimentos de ensino superior do Alentejo, Universidade de Évora e os Politécnicos de Portalegre e de Beja e ainda a candidatura de Évora a Capital Europeia da Cultura e diversos acontecimentos culturais da região.

A personalidade escolhida para este número foi Madeira Piçarra. Maria do Carmo Morgado deu o seu testemunho de alentejana pelo mundo e a Casa das Letras em Cabrela mereceu uma referencia especial.


(Fonte - CCDRA)